terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Água e Chuva

Por Raguinm

Deslize pelo meu corpo
Como a água da chuva
De uma chuva de verão
Que vem de repente
E me agarra com vontade
Sem me deixar sair
E eu bem que digo,
Gosto dos dias chuvosos

Do aroma afogador
Da tempestade que vem


Então pra quê esconder-se atrás de um sol radiante
Quando o que quero é a sombra aconchegante do nublado?
E, eu sei, você também quer chover
Fica escondida no céu em núvens que voam rápido
Um vento forte
Mas se não saio de casa ela não chove
E às vezes, eu vejo, mesmo que o sol dure pouco
Guarda uma tremenda selvagem doce tempestade

Eu não tenho medo da chuva!
Não quero chapéus que me encubram
Se quer chover sobre mim, que chova!
Olhar para o sol irrita os olhos
Prefiro que chova logo!
E me deixe aproveitar o seu deslizar

Enquanto me cobre com essa água que guardou tanto
E que quero,
Sabe que quero

E, sim, eu sei que falam mal da chuva
Dizem que querem o sol e que chuva só pra refrescar
Mas eu não me preocupo
É por que não sabem quão bom é quando você chove em mim
Não sabem aproveitar a tempestade
Sentir o sabor da água que cobre a pele
Que gruda no corpo e quer me tocar em todo lugar
Uma refrescância quente que desejo tanto
Quanto menos chove, mais falam mal da chuva!
Então que chova muito!

Minha núvem, não me importo
Eu sei que, fora Brasília,
Chuva forte mesmo chove em muitos lugares
E molha muitas pessoas
Mas quê me importa?
Não posso querer mandar nas núvens!
Pois que chova lá, alí e acolá!
Só quero que chova aqui
No meu cantinho aconchegante
E que seja um baita temporal
Daqueles que fez Noé fugir
Que seja todo em cima da minha cama
E que me siga
Que seja mais que chuva, que vai embora
E que seja mais como água
Que molha, que gruda, que fica
Que me deixa feliz
Ao vê-la feliz

Um comentário:

ju peres disse...

WOW! "Eu não tenho da chuva!"
bem, quem tem medo de chuva é de açúcar (ou pq fez chapinha no cabelo! xD rsrsrs)


parabéns, esse foi de tirar o fôlego!

bjO